Transtorno Bipolar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

O que falar sobre Bipolaridade ?

Tenho vários pacientes com esta condição que admiro e que faço parte da jornada de evolução deles, acompanhando os momentos bons e ruins.

Sendo a condição clínica com influência genética importante, aprender a reconhecer os sintomas e intervir desde a infância é muito importante. Crianças com traços de bipolaridade podem apresentar irritabilidade e agressividade, grandiosidade e comportamento opositor, dificuldade de dormir, pensamento magico (na idade que não seria mais considerado fisiológico), intolerância às frustrações, impulsividade… tudo isso pode prejudicar muito o convívio social e desenvolvimento emocional e cognitivo.

Por isso a importância de agir precocemente, intervir e auxiliar os pacientes com o cérebro ainda em desenvolvimento, e melhorar a intensidade dos sintomas na vida adulta.

A intensidade com que vivem tanto a tristeza ou alegria, o cérebro funcionando a mil por hora durante os momentos de (hipo)mania, já revelaram grandes talentos e gênios na história da humanidade portadores de Transtorno de Humor Bipolar: na ciência, na música, na política, etc.

Porém a mesma intensidade que gera criatividade e genialidade, pode aumentar os sentimentos de angústia, solidão, tristeza, impulsividade, irritabilidade, que podem trazer consequências ate mesmo desastrosas.

O mais importante é o autoconhecimento, reconhecer em si esta condição, aprender a respeitar seus ritmos e limites, ter hábitos de vida que contribuam para o equilíbrio e para evitar crises e descompensações dos sintomas.

Dentre estes hábitos, fazer terapia, usar medicação, relaxar, se movimentar, tudo que contribua para o equilíbrio da mente é o principal objetivo do tratamento. Quanto menos episódios de crise, melhor a longevidade do cérebro, e menos complicações clínicas e sociais associadas a estes episódios.

Como na famosa frase do músico e poeta: “Cada um sabe a dor e a delícia de ser quem é…”, os portadores desta condição conhecem intensamente suas dores e seus talentos, e estes últimos podem ser explorados e transformados em dadivas para a humanidade…

error:
Rolar para cima