Bipolaridade e Vulnerabilidade!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

Dia 30 de Março, uma data escolhida por nós, profissionais de saúde mental, para conscientizar e sensibilizar o mundo para a importância do diagnóstico e tratamento deste transtorno.

Infelizmente, os estudos mostram que muitos pacientes levam cerca de dez anos para serem diagnosticados, e ao longo destes anos, muitas situações extremas que são desencadeadas pelos sintomas diversos, poderiam ser evitadas.

🚨A data comemorativa este ano acontece em um momento que nós profissionais de saúde mental assistimos estarrecidos uma situação extrema que envolveu uma portadora deste transtorno.

👉🏻A situação a que me refiro ficou conhecida como “o caso da mulher que se envolveu com um morador de rua”.
Ao contrário do que tenho visto e ouvido pelas redes (que é a causa da minha indignação), que tem feito exaltação e honras ao cidadão de rua envolvido no acontecimento, hoje quero me dirigir à vítima desta situação, a portadora do transtorno, que infelizmente estava vulnerável em meio a uma crise maníaca grave com sintomas psicóticos.

Gostaria de falar que toda esta situação vai passar, que ninguém vai mais lembrar disso daqui uns dias, que a sua vida e de sua família voltará ao normal e todo este espetáculo vai acabar em breve, e você terá sua saúde mental, física e dignidade de volta.

✅Procure o tratamento e o apoio dos profissionais que lidam com isso e com situações difíceis como esta (psiquiatras e psicólogos).

Proponho um desafio a todos que repassaram memes, vídeos e brincadeiras envolvendo o episodio: Mande palavras de apoio à vítima e à família! Empatia, compaixão e compreensão também podem viralizar!

Uma pessoa durante um surto psicótico encontra-se “fora de si”, e pode fazer coisas absurdas que jamais faria em estado normal.

🚨Um cidadão de respeito e inteligente não se envolveria com uma pessoa em estado vulnerável e em crise. Por trás deste lamentável episódio pode haver uma situação de abuso e desrespeito a uma mulher e um portador de transtorno mental, tão comum ainda em nossos tempos.

error:
Rolar para cima